Vajrasana: a postura do diamante

O Vajrasana é um asana único, pois, ao contrário da maioria das posturas de yoga, pode ser feito em até 15min após uma refeição e é conhecido por auxiliar na digestão.

vajrasana postura do diamante

A palavra “Vajra” em sânscrito significa “diamante” ou “trovão”, simbolizando tanto a força quanto a resiliência.

Assim, tal qual a durabilidade e o poder de um diamante, a postura do Vajrasana visa conferir ao praticante uma força interior e uma estabilidade mental.

Neste artigo, vamos falar sobre a técnica, benefícios, variações e contraindicações deste asana tão reverenciado. Vamos descobrir mais?

Nos acompanhe na leitura.

Como fazer a postura do diamante

  • Comece sentando-se sobre seus calcanhares em uma superfície plana e firme.
  • Assegure-se de que seus pés estejam juntos, e seus calcanhares estejam ligeiramente separados.
  • Os dedos dos pés devem apontar para trás, estendendo-se em linha reta a partir dos calcanhares.
  • Mova seu peso para trás, permitindo que seu tronco descanse sobre suas coxas.
  • Seus quadris devem estar entre seus calcanhares, e você deve sentir um leve estiramento na parte frontal de seus tornozelos e em seus pés.
  • Posicione suas mãos sobre as coxas, com as palmas voltadas para baixo.
  • Mantenha os braços estendidos e relaxados. Isto ajudará a manter o equilíbrio e dará uma sensação de estabilidade à postura.
  • Mantenha sua coluna ereta e sua cabeça alinhada com a coluna.
  • Feche os olhos e respire profundamente.
  • Ao inspirar, sinta o ar preenchendo seu diafragma e, ao expirar, sinta-se aterrando ainda mais na postura.
  • Permaneça no Vajrasana por pelo menos um minuto ou pelo tempo que se sentir confortável.

Com o tempo e a prática, você pode aumentar gradualmente a duração.

Para sair da postura, coloque as palmas das mãos no chão e, com cuidado, levante os quadris, estendendo as pernas à frente.

Uma dica importante: se sentir qualquer desconforto nos joelhos ou tornozelos, use um cobertor ou almofada dobrada sob suas canelas ou coxas para dar suporte extra. Isto aliviará a pressão e tornará a postura mais acessível.

Aprimore a sua prática com os melhores acessórios para yoga: Escolha aqui

Benefícios da Vajrasana

Um dos principais benefícios da Vajrasana é sua capacidade de auxiliar na digestão.

Ao sentar nesta posição após as refeições, você pode promover uma digestão mais eficiente.

Acredita-se que a postura ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo para a região do estômago e dos intestinos, facilitando o processo digestivo.

A postura Vajrasana atua como um fortalecedor natural para os músculos das coxas, panturrilhas e tornozelos.

Com a prática regular, é possível notar uma melhora na tonificação e na força desses músculos.

A postura do diamante também ajuda a realinhar a coluna, o que pode ser benéfico para aqueles que passam longas horas sentados em cadeiras ou que têm problemas posturais.

Outro benefício valioso é o efeito calmante que o Vajrasana tem sobre a mente.

Sentar-se nesta postura, com a coluna ereta e a mente focada na respiração, pode ser uma forma eficaz de meditar e acalmar a mente.

Promove o alóvio do estresse, reduz a ansiedade e nos dá uma profunda sensação de paz interior.

A prática do Vajrasana pode melhorar a flexibilidade dos joelhos e tornozelos.

Com o tempo, sentar-se nesta postura pode tornar-se mais confortável e acessível, demonstrando o aumento da flexibilidade nessas áreas.

  • Diminui a constipação.
  • Ajuda na função hepática.
  • Diminui a cólica menstrual.
  • Sistema digestivo é fortalecido.
  • Rexala a mente e o sistema nervoso.
  • Ajuda fortalecer os órgãos reprodutivos.

Contraindicação

Se você tem alguma lesão no joelho deve abordar o Vajrasana com cautela ou evitá-la completamente.

Sentar-se sobre os calcanhares pode criar pressão adicional nos joelhos, o que pode ser desconfortável ou até prejudicial em caso de lesões preexistentes ou condições como artrite.

Da mesma forma, se você tem alguma lesão no tornozelo é provável que sinta algum desconforto ao tentar se acomodar na postura do diamante.

A flexão dos tornozelos, característica dessa posição, pode causar dor ou desconforto para aqueles com lesões ou inflamações nessa área.

Outro ponto a considerar é que, se você está com problemas de circulação nas pernas ou condições como varizes, manter-se nessa posição por períodos prolongados pode não ser recomendável.

O Vajrasana restringe o fluxo sanguíneo para as pernas, e, embora isso possa ser benéfico por curtos períodos de tempo, pode causar desconforto ou complicações se mantido por muito tempo.

Se você está com determinados problemas na região lombar ou ciática podem precisar ajustar a postura ou evitá-la, dependendo da gravidade de suas condições.

Sentar-se com a coluna ereta, sem o devido apoio, pode acentuar dores ou desconfortos nessas áreas.

Por fim, como sempre, é preciso escutar o próprio corpo.

Se, ao tentar o Vajrasana, sentir qualquer dor ou desconforto agudo, é sábio sair da postura e consultar um instrutor ou profissional de saúde.

Acessórios para yoga: tapetes, blocos, bolster, almofadas e mais - Escolha aqui

O yoga é uma prática que deve trazer benefícios e bem-estar, nunca dor.

vajrasana a postura do diamante

Conclusão

O Vajrasana, ou Postura do Diamante, é uma das posturas mais fundamentais do yoga, oferecendo uma série de benefícios para a mente, corpo e espírito.

Seu poder de promover uma digestão saudável, fortalecer os músculos da coxa e melhorar a postura são apenas alguns dos muitos benefícios que essa postura pode oferecer.

No entanto, como qualquer outra postura de yoga, é essencial abordá-la com consciência e respeito pelos limites do próprio corpo.

As contraindicações mencionadas acima servem como um lembrete de que o yoga é uma jornada pessoal e única para cada indivíduo.

Ao ouvir o corpo e ajustar as posturas de acordo com as necessidades individuais, cada praticante pode desfrutar das recompensas do yoga, mantendo-se seguro e saudável.

Em última análise, o Vajrasana é uma ferramenta valiosa no repertório do yogi, convidando à introspecção, à calma e à conexão profunda consigo mesmo.

Artigo recomendado: Dhanurasana: a postura do arco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima