Origem

Tipos tradicionais de Yoga: os 4 tipos mais comuns

Quer descobrir quais são os tipos tradicionais de Yoga mais praticados pelo mundo a fora?

Como você já bem sabe, a yoga é uma técnica milenar que leva o praticante a um caminho para a compreensão de si mesmo e uma busca de ligação espiritual.

E seja qual for o tipo de Yoga que deseja praticar, poderá colher muitos benefícios.

Veja neste artigo mais sobre os tipos tradicionais de Yoga e quais são os fundamentos básicos exigidos pela prática.

Tipos tradicionais de Yoga

Quais são os fundamentos da Yoga?

Basicamente, são 4 os preceitos básicos exigidos por quem pratica yoga, que são:

  • O domínio do corpo
  • O domínio dos sentidos
  • Da mente

Além de uma vigilância sobre as próprias ações.

Mas como alcançar isso tudo?

Hoje, cada estilo de Yoga foi consagrado graças à proliferação da técnica, também sendo que, cada tipo de Yoga é marcado por recomendações e características próprias.

Contudo, não existe um tipo de Yoga melhor do que outro. O segredo é identificar suas particularidades e pesquisar sobre.

A partir daí, basta definir qual estilo combina mais com o seu perfil e objetivos que busca por meio da meditação.

Quais são os 4 tipos tradicionais de Yoga?

Podemos começar pelo Yoga Tradicional?

Em sua mais antiga forma conhecida, o Yoga é conhecido como uma prática da introspecção disciplinada.

Ou, em outras palavras, da concentração meditativa, associada a certos rituais de sacrifício.

É sob essa forma que o Yoga se apresenta nos quatro Vedas, os primeiros e os mais precisos textos sagrados do Hinduísmo.

Se considerarmos a primeira vez em que a palavra Yoga foi encontrada podemos dizer que o Yoga é uma prática de mais de 5 mil anos de existência.

Embora continue tendo o mesmo significado até hoje, vem se transformando e se adaptando às novas gerações.

Vamos conhecer os tipos mais praticados de Yoga?

1.      Yoga Bhákti Yoga

A palavra significa “amor de Deus” e essa é a linha mais espiritual da Yoga, que busca a comunhão entre o ser humano e o Divino.

Geralmente, quem busca o Bhákti já possui uma forma relação de fé com Deus e deseja intensificar esse sentimento, o que se converte a um conhecimento do Divino.

Bhákti Yoga ou Ioga

2.      Karma Yoga

O Karma Yoga também possui uma linha espiritual e busca o caminho de Deus por meio da ação.

Leva em consideração o significado de causa e efeito, e por isso acredita que é preciso exercer um trabalho de altruísmo, baseado apenas no amor e no desapego, para assim encontrar o caminho para o Divino.

É pregado o desejo de servir ao outro sem sentimentos como egoísmo, raiva e ambição.

3.      Tapasyā Yoga

Um dos métodos mais antigos, mas que não costuma ser classificado como um tipo especifico de Yoga, é o ascetismo ou austeridade.

  • Esse método é denominado Tapasyā e, muito raramente como Tapas-Yoga.
  • A palavra tapas significa, literalmente, calor, ardor.
  • Pode também significar sofrimento, dor.

É um nome técnico aplicado a diversos tipos de austeridades extremas como certos tipos de jejum, ou ficar de pé, sem se deitar, durante anos.

O sofrimento tem a função de purificação da pessoa, ou seja, elimina as sementes deixadas por seus crimes ou más ações do passado, auxiliando na obtenção da libertação.

4.      Jñana Yoga

Um dos 4 tipos mais tradicionais da Yoga, também conhecida como o “caminho de sabedoria”, é uma modalidade de Yoga influenciada pelo uso do conhecimento.

Em outras palavras, por uma verdade pré-existente e imutável, para atingir a sabedoria e estudo.

De fato, assim como pensava o Dr. Georg Feuerstein alemão Ph.D, que era um indologista ( pessoa que possui profundo estudo sobre línguas, textos e cultura da Ásia Meriodional), também especializado em filosofia e prática do Yoga, dizia que, quando falamos do Yoga, estamos falando de uma multiplicidade de caminhos e tendências dotadas.

Sendo assim, dotada de estruturas contrastantes e às vezes até técnicas divergentes, todos são meios de libertação.

Outros tipos de Yoga

·         Samnyāsa Yoga

Um dos tipos tradicionais da Yoga é conhecido pela prática da renúncia ou da ascese (prática que visa ao desenvolvimento espiritual).

​Em suma, não há violência, ​porque tudo é abandonado em prol de uma vida de busca pela felicidade.

·         Mantra Yoga

Mantras são sons de poder, instrumentos para o pensamento.

Em Mantra Yoga o som é usado como veículo de transcendência.

De acordo com a teoria predominante da ciência dos sons sagrados e o universo existe num estado de vibração e os sons.

Sobretudo os sons repetitivos afetam a consciência.

Assim o mantra é um som que traz poder a mente, um som que centra, foca e coloca a mente em estado meditativo.

Veja o mantra como um veículo meditativo de transformação do corpo e da mente, e que pode ter um poder mágico.

·         Haṭha Yoga

Um dos tipos tradicionais de Yoga considerado vigoroso bem da época medieval.

Ainda sobre o PHD Dr. Georg Feuerstein, ele ressalta em uma de suas obras que, a o Hatha Yoga gira especialmente em torno do desenvolvimento do potencial do corpo.

Sendo que assim, ele seja capaz de suportar a força e o peso da realização transcendente.

Conclusão

Existem muitos tipos de práticas de yoga e elas não podem ser consideradas melhores ou piores umas que as outras, apenas diferentes.

Algumas priorizam o lado espiritual, outras focam no exercício físico, outras colocam mais ênfase na postura ou na flexibilidade.

Muitas pessoas abandonam a prática da yoga na primeira aula, achando que é muito devagar ou muito difícil.

A verdade é que existem muitas opções e você precisa conhecê-las melhor antes de começar.

Gostou deste artigo? Então o compartilha pelo bem do Universo!

Leia também: https://yogaouioga.com.br/origem/6-mitos-sobre-a-ioga/

Gratidão!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Política de Privacidade e Termos de Uso Solicitação de acesso aos dados recolhidosPolítica de CookiesContatoSitemap