O Que é Prana

O Que é Prana

“Prana é o sopro da vida para todos os seres do universo”. – BKS Iyengar

Certamente você já ouviu a palavra “prana” em algum momento da sua vida. Os professores de yoga podem usar esse termo em referência à energia ou à respiração de uma pessoa – ou a ambos. 

A verdade é que Prana contém ambos os elementos de energia e respiração, isso porque os dois estão profundamente conectados. De forma clássica, Prana é considerada como a força vital presente em todas as formas de matéria. 

Talvez você vê o prana como uma entidade física em nossos corpos, quem sabe até como uma metáfora que narra a energia que está por trás de tudo – podendo ser até o próprio universo. Isso é algo bem subjetivo, depende de você. 

Definir o prana é complexo e talvez até desnecessário; sentir que é muito mais fácil e prazeroso.

Qual a Origem da Expressão Prana

Prana vem do prefixo “pra” e da raiz da palavra “an”, que quer dizer”respirar”.

Sua tradução é algo como “exalar”, ou muitas vezes mais simplesmente “vida”. Tal conceito remonta a milhares de anos atrás às antigas escrituras conhecidas como os Vedas. 

Prana pode ser melhor compreendido como a soma total da energia que se manifesta no universo; a “força vital universal”. 

No Ocidente, baseado em sua ciência, o átomo que compõe a matéria bem como toda a vida é 99,999% de espaço vazio. Na perspectiva Yoga, este espaço não se encontra totalmente vazio, mas repleto de potencial criativo, energia universal, prana.

Entendo que possa ser difícil, no Ocidente, imaginar a ideia de que o prana é uma entidade física como entendida no pensamento oriental. Quando a exploramos, nos identificamos em campos bastante diferentes: da filosofia iogica à psicologia, da biologia molecular à física das partículas. 

Embora não possa ser mensurada por instrumentos científicos ocidentais, os iogues bem maioria das práticas espirituais orientais entendem que há uma energia, uma força vital, que – como a respiração – está dentro de nós e nos mantém vivos, e também se encontra presente ao nosso redor, permeando o meio ambiente e toda a criação. 

Os iogues acreditam que a “energia” – também conhecida como prana – é a força vital universal responsável por manter todos os nossos sistemas corporais em harmonia, torna nossos sistemas mentais e emocionais ativos e apóia totalmente nossa “vitalidade”.

Caso algum professor de yoga já lhe instruiu a esfregar as mãos muito rapidamente durante a aula (mesmo aquelas online)  e depois pegá-las sem tocá-las, você perceberá uma sensação de calor, vibração ou energia. 

o que é prana

Algumas pessoas descrevem como um doce saindo, que há uma força magnética entre as mãos, uma almofada, uma barreira pesada de fluidos. Uma espécie de energia palpável está presente ali, isso é o seu prana. 

Prana é Vibração

O antigo Yoga Vasishtha descreve o prana como a “força vibratória” que subjaz a tudo, seja animado ou inanimado. 

Sri Swami Satchidananda, em seu comentário a respeito do Yoga Sutras, também o descreve como “uma vibração básica que sempre existe, quer se manifeste ou não”. 

Dizemos que os objetos animados se movem e os objetos inanimados não se movem porque eles assim o parecem quando observados. 

  • Não podemos ver movimento em uma pedra, mas isso não significa que seja inanimado. 
  • Não precisamos ir à Escritura; os próprios cientistas já provaram isso. 

Na verdade, a física nos ensina que a matéria é composta de pequenas partículas vibratórias, e mesmo o que parece ser um espaço vazio não é nada vazio.

Talvez o prana seja simplesmente outra maneira de expressar a idéia de que existe mais do que aquilo que vemos, mais em nossos corpos, em nossas mentes e até mesmo no espaço “vazio” que compõe tudo. 

  • Na física, isto é chamado de teoria das cordas. 
  • Na psicologia, é conhecido como Gestalt, originado da frase “o todo é mais do que a soma de suas partes”. 

O que uma outra coisa é e porque acontece é o palpite de qualquer um. Embora a ciência ainda não seja capaz de explicar tudo, há milhares de anos atrás os praticantes de ioga  já falavam sobre a vibração subjacente das coisas e aprendiam como dirigi-la.

Muitos de nós pode sentir esta energia em nós quando olhamos para dentro e estabelecemos contato com o nosso Eu Interior, e na pessoa que está sentada ao nosso lado quando olhamos para fora. 

E isso, acredito que seja tudo o que precisamos compreender por enquanto.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Política de Privacidade e Termos de Uso Solicitação de acesso aos dados recolhidosPolítica de CookiesContatoSitemap