Exercícios de Yoga Para Iniciantes

Exercícios de Yoga Para Iniciantes

Neste artigo você verá dicas fantásticas de exercícios de yoga para iniciantes. O tempo médio para realizar os exercícios é aproximadamente 10 minutos, pretendo ser bem direto ao ponto para ficar mais facilitar a compreensão.

Vamos ficar o tempo todo sentado, fazendo exercícios respiratórios e meditação.

Caso você sinta algum desconforto, pode afastar uma perna, a outra, você pode assumir outro ásana de meditação.

Pode ficar a vontade para mudar a posição das pernas quando for necessário. Com as mãos em Jnana Mudra, iremos realizar toda preparação para a meditação com Pránáyáma.

Caso você esteja praticando durante o dia, as palmas das mãos devem ficar voltadas para cima e para baixo caso você esteja praticando à noite.

Chin e Jnana Mudras

Mantenha os fechados desde o início pra evitar a dispersão por via da visão, pois a técnica de meditação visa a concentração pra depois atingir o estado de meditação.

É importante você seguir todas as dicas aqui descritas para obter o melhor resultado possível com esses exercícios de yoga para iniciantes.

Já inicia a prática de concentração mantendo os olhos fechados e observe o fluxo da respiração, fazendo respiração completa.

Respiração Pranayama

Respiração completa é pautada por três movimentos específicos de três regiões específicas. Você inspira  projetando o abdômen para fora numa respiração contínua, você afasta as costelas lateralmente e por último eleva o peito.

Esse é o movimento da inspiração, como se você preenchesse os pulmões de baixo para cima. Você inspira e afasta o abdômen, logo afasta as costelas lateralmente e por último eleva o peito e faça uma breve retenção com o ar.

Quando você sentir necessidade de espirar aí você retira o ar da parte alta, você baixa o toráx, aproxima as costelas ao centro e por último vai puxando o abdômen pra dentro, numa retenção abdominal.

No final da espiração, a sensação que você deve experimentar é que não tem mais ar para respirar, você já soltou todo o ar possível, daí você começa um novo ciclo, inspira projetando o abdômen pra fora, afasta as costelas lateralmente  e por último eleva o peito.

Observe que este movimento é como uma onda, pra cima ao inspirar  e pra baixo ao espirar. O movimento é ascendente durante a inspiração e descendente durante a respiração.

como faze respiração pranayama

Sempre pelas narinas, nunca pela boca. Você inspira pelas narinas e espira também pelas narinas. Agora você vai transformar essa respiração completa numa respiração mais lenta como se você inspirasse quase em um minuto ou dois minutos.

Perceba que a energia que entra pelas narinas vai preenchendo os pulmões debaixo pra cima, lenta e gradativamente.

Quando os pulmões estiverem cheios, a retenção com o ar e depois a espiração controlada. 

Você retira o ar, da maneira que comentamos anteriormente, da parte alta, média e baixa sem atrito de ar nas narinas, mantendo a respiração o mais lento possível.

O tempo de respiração e inspiração se torna muito maior, como se você pudesse fazer um ciclo de 1 minuto, 1 minuto e meio, 2 minutos.

Então você vai manter ainda, essa consciência respiratória da respiração completa, lenta, profunda e procurar extrair prazer daquilo que você faz.

É importante que você perceba que o Prána, a energia captada durante a respiração nutri o corpo, revitaliza o organismo.

Assim como você se alimenta, nutri o organismo por meio disso. Você toma água, ingestão líquida, você nutri o organismo por meio disso, por meio da respiração, uma fonte de energia inesgotável. 

Então a maneira como você respira também é importante. Imagine a cada inspiração que toda a energia captada pelas narinas vai se concentrar em um  ponto entre as sobrancelhas.

Use Sua Imaginação

Inspira visualizando que milhares de crepúsculos  dourados entram pelas narinas e se concentram sobre o intercílio. E quando você espira, essa luminosidade se projeta pra fora, como um farol, uma luz, um sol que ilumina tudo ao redor.

Então você inspira mentalizando a captação de luminosidade dourada, retém  o ar nos pulmões, permanece concentrado sobre o intercílio (parte entre as duas sobrancelhas), e quando você respira, essa  luz se projeta em todas as direções.

Continue em silêncio mantendo o mesmo ciclo, a mesma mentalização, tanto quanto a mecânica do Pránáyáma, o quesito físico da respiração completa a movimentação, tanto quanto a mentalização esses dois lados do Pránáyáma  devem caminhar juntos.

Você deve aprimorar sempre a mentalização, formar imagens claras e nítidas disso que você está se propondo a visualizar. A captação do Prána, a absorção dessa energia, concentração sobre o intercílio  e a projeção dessa luminosidade.

Com isso você já vai preparando a consciência, mantendo  ela localizada sobre um ponto que posteriormente usaremos como ferramenta de concentração. 

Faça um último ciclo respiratório e assim que precisar espirar, apenas coloque as mãos em Shiva Mudra.

Os homens apoiam o dorso da mão direita sobre a palma da mão esquerda e as mulheres o dorso da mão esquerda sobre a palma da mão direita, pousando sobre os pés ou pernas, dependendo da posição que você estiver sentado.

Visualize esse ponto dourado, aceso como um sol que brilha sobre esse ponto entre as sobrancelhas e  mantenha a consciência focada sobre essa região até o final desse exercício de yoga para iniciantes.

Muito bem, encerre o seu treinamento de meditação, encerrando também a prática de hoje. Veja os artigos recomendados abaixo! 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.