Virabhadrasana: a postura do guerreiro I, II e III

O yoga tem sido praticado há milhares de anos e já provou ser uma ferramenta incrível para o bem-estar e a saúde.

postura do guerreiro virabhadrasana

Entre as milhares de asanas que existem, virabhadrasana conhecida também como a postura do guerreiro possui um lugar especial na história e tradição do yoga.

Quer seja para melhorar a força, flexibilidade ou simplesmente relaxar, a virabhadrasana é uma pose com vários benefícios.

Neste artigo, vamos nos aprofundar no assunto e mostrar todos os benefícios que a postura do guerreiro oferece.

Esta pose pode ser uma verdadeira benção para praticantes que estão começando no yoga ou para aqueles que já estão avançados.

Então, vamos começar a descobrir o que é esta postura e como praticá-la.

Vira = “guerreiro”, bhadra = “bom ou auspicioso” e asana = “postura”..

Essa postura é inspirada no lendário guerreiro Virabhadra que supostamente é a encarnação de Shiva e traz a força, vitalidade, equilíbrio e determinação necessários para enfrentar os desafios diários.

Aprimore a sua prática com os melhores acessórios para yoga: Escolha aqui

Sua história é contada na mitologia hindu, veja mais detalhes no final deste artigo.

Postura do guerreiro I

postura do guerreiro virabhadrasana I

Antes de entrar na postura, tenha em mente a atitude que você deseja alcançar. O Virabhadrasana I proporciona ao praticante a sensação de força, coragem e confiança.

Neste asana, temos a representação de Virabhadra no momento em que ele surge do subsolo olhando para cima e com os braços erguidos para o alto.

A postura do guerreiro I é ótima para iniciantes, pois oferece um grande benefício para o corpo enquanto o ensina a se conectar com a força interior.

Por isso, é muito importante que a postura seja feita com atenção e um bom ajuste para que seus efeitos sejam os melhores possíveis.

Ao praticar a postura do guerreiro I, você vai se alongar e fortalecer músculos importantes do seu corpo, como os da parte inferior das costas, panturrilhas e abdômen.

Ela também ajuda a melhorar a sua resistência e postura, além de te dar mais coragem e paz.

Etapas para fazer a postura do guerreiro 1:

  • Mantenha a perna da frente em posição de ataque, flexione seu joelho num ângulo de 90º.
  • Deixe sua perna de trás esticada.
  • Erga os braços acima da cabeça, mantendo as palmas das mães unidas.
  • Se preferir, você pode entrelaçar suas mãos.
  • Cuide para deixar seus ombros distantes das orelhas.
  • Ambos os calcanhares precisar estar alinhados (da frente com o de trás).
  • O pé de trás precisa ser girado em  45° ou 60º.
  • Direcione a bacia para frente e o pé da frente apontando para frente.
  • Pode inclinar a cabeça ligeiramente para trás ou deixá-la alinhada na posição natural.
  • Mantenha a postura do guerreiro I o tempo que achar necessário.

Para ajudar a alcançar a estabilidade na postura, você pode pressionar o calcanhar do pe da frente para baixo, mantendo-o firme no chão, e a perna de trás bem esticada.

Enquanto se mantém na postura, procure permanecer atento a sua respiração, sentindo como ela se expande por todo o seu corpo.

Benefícios da postura do guerreiro I

A Virabhadrasana I é uma postura de equilíbrio que, além de promover a firmeza corporal, também oferece vários benefícios para a saúde física e emocional.

A seguir, vamos explicar alguns dos principais benefícios desta postura.

  • A Virabhadrasana I ajuda a melhorar a estabilidade corporal, aumentando a flexibilidade e força nos joelhos, quadris e tornozelos.
  • Estimula a boa postura, aliviando e evitando dores nas costas e ombros.
  • Ativa o chakra raíz (muladhara)
  • Promove o equilíbrio entre corpo e mente, ajudando a reduzir o estresse e ansiedade.
  • Aumenta a confiança e auto-estima, pois exige força e autocontrole para manter a posição.
  • Virabhadrasana I aumenta a clareza mental, ajuda a focar a mente no momento presente.
  • Elimina a rigidez nos ombros, pescoço e articulações do quadril.
  • Ajuda na eliminação de gordura.
  • Proporciona calor ao corpo.

Postura do guerreiro 2

postura do guerreiro virabhadrasana II

A postura do guerreiro II é uma extensão da postura do guerreiro I. Simboliza força, coragem e determinação.

Estamos dainte de uma asana incrivelmente energizante e aterradora. Nos benefícios, podemos destacar brevemente:

  1. Fortalecimento dos braços e pernas.
  2. Trabalha os órgãos da região abdominal.
  3. Expande os odutores.
  4. Abrir os quadris.

Como praticar virabhadrasana II?

  • Inicie fazendo a postura do guerreiro I.
  • Mantenha os calcanhares apoiados no solo.
  • O pé da frente deve apontar para frente, com o joelho alinhado ao tornozelo.
  • Quadris e torso direcionados para frente.
  • Faça uma inspiração e estenda suas mãos para o lado.
  • Mãos devem estar esticadas nas extremidades opostas na linha do ombro.
  • Ombros relaxados e a cabeça erguida com o olhar à frente.
  • Tronco alinhado ao quadril.
  • Deixe sua perna de trás esticada com o pé ligeiramente virado para dentro.
  • Calcanhar do pé da frente alinhado com o meio do pé de trás.
  • Ambos os pés bem firmes no solo.
  • Abra o peito e ative o abdômen.

Os erros que você deve procurar evitar é deixar o joelho flexionado adiante da linha do calcanhar, o torso inclinado para frente, ou seja, dobrando rumo ao joelho que está flexionado e por último, deixar o braço de trás abaixo da linha do ombro.

Benefícios da postura do guerreiro II

  • Minimiza possíveis desconfortos na região lombar.
  • Trabalha os órgãos abdominais.
  • Pernas e tornozelos fortalecidos.
  • Diminui a gordura em excesso na região dos quadris.
  • Abre o tórax, melhora nossa respiração.
  • Melhora a estabilidade corporal e nossa resistência.

Postura do guerreiro 3

postura do guerreiro virabhadrasana III

Chegamos na última etapa da nossa 3 sequência de virabhadrasana. No final do artigo iremos aprofundar mais sobre a história do guerreiro Virabhadra.

Por hora, saiba que a postura do guerreiro I simboliza Virabhadra emergindo do solo, a II ele se ajustando para o ataque após avistar seu inimigo e na III o guerreiro se move com velocidade para atacá-lo.

Para complementar a postura do guerreiro III você pode praticar as asanas Vriksasana (postura da árvore), Natarajasana (Dançarino) e ardha chandrasana (Meia-Lua).

Assim como o Guerreiro 3, todas fazem parte do conjunto de posturas de equilíbrio.

Como fazer virabhadrasana 3

  • Inicie mantendo seu joelho da frente dobrado, deixe a perna de trás esticada e levante o calcanhar.
  • Cuide para deixar os quadris e tórax alinhados para frente.
  • Ponha suas mãos em forma de namasté.
  • Desça o corpo para frente, neste momento sua perna de trás irá se levantar até alinhar com os quadris.
  • Direcione seu olhar para baixo.
  • Mantenha a perna de apoio firme e bem esticada.
  • Braços estendidos para frente, alinhados com os ombros.

Benefícios

  • Melhora equilíbrio e alinhamento da coluna.
  • Trabalha o abdômen.
  • Tonifica tornozelos e pernas.
  • Mais estabilidade pélvica.
  • Mente mais calma.
  • Melhora a concentração e a memória.

Contraindicações

Qualquer lesão na cervical, evite a pose III. E se ainda assim você for praticar, evite girar a face em direção as mãos na pose I e II.

Em vez disso, deixe seu pescoço neutro, numa posição em que não exige esforço.

É melhor você evitar a postura do guerreiro II caso tenha problemas cardíacos, sofre de pressão alta e sente palpitações.

Acessórios para yoga: tapetes, blocos, bolster, almofadas e mais - Escolha aqui

Para quaisquer duvides, lembre-se de procurar um médico e praticar sob a supervisão de um profissional capacitado.

A história fascinante do guerreiro Virabhadra

A história do guerreiro Virabhadra é uma das mais famosas e adoradas e vale a pena você conhecer.

Esta lenda fascinante tem suas origens na trágica morte da amada esposa de Shiva, Sati.

De acordo com a mitologia Hindu, a raiva de Shiva foi transformada em Virabhadra, um guerreiro de grande bravura criado a partir dos fios de cabelo de Shiva.

Shiva criou Virabhadra para vingar a morte de sua amada esposa, e destruir aquele que cometeu o ato terrível.

Além disso, esta lenda contém profundos níveis de significado sobre o eterno relacionamento entre Shiva e Sati.

história mitologia guerreiro virabhadra

O nascimento de Virabhadra

A lenda de Virabhadra começa com o trágico assassinato da deusa Sati, esposa de Shiva.

Sati era extremamente devota de Shiva e, para provar seu amor, decidiu atender ao convite de seu pai Daksha, que tinha um ódio imenso por Shiva.

Quando chegou lá, Daksha insultou profundamente Shiva e Sati, que não conseguiu suportar a humilhação e se sacrificou jogando-se na fogueira yagna (sacrifício ritual).

Ao saber da morte de sua esposa, Shiva ficou devastado.

A dor da perda de Sati foi tão forte que ele começou a dançar tão loucamente que seus cabelos se soltaram e caíram.

Para vingar a morte de Sati, Shiva ordenou que seus cabelos se transformassem em Virabhadra, um guerreiro divino com uma força inimaginável.

Virabhadra foi criado com o objetivo de destruir e punir Daksha por sua arrogância. Virabhadra foi representado com três olhos, uma espada em uma mão e uma lança na outra, e um terceiro olho na testa.

Virabhadra foi enviado para destruir Daksha e todo o seu ritaul sacrifício (yagna) e todos seus convidados, algo que ele conseguiu facilmente, cortando-lhe a cabeça.

Após perceber a destruição que causou após seu estado de fúria, Shiva os ressuscitou com seu poder divino, dando a Daksha uma cabeça de cabra.

Daksha passou a tratá-lo com respeito e reverência.

Após a destruição de Daksha, Virabhadra foi exilado para a montanha, Kailasa, onde Shiva e Sati viviam.

Ele foi muito bem-vindo no plano de Kailasa e recebeu inúmeras recompensas, incluindo um lugar especial aos pés de Shiva, o lugar mais sagrado de todos.

A simbolismo de Virabhadra

A história de Virabhadra nos ensina muito sobre a filosofia do yoga e sobre o poder da fé.

Acessórios para yoga - tudo pra você evoluir a sua prática: Escolha aqui

É por isso que a mitologia desse guerreiro é tão importante para todos os praticantes de yoga.

O guerreiro Virabhadra é visto como um herói, um protetor e uma figura histórica. Mas, o que ele representa no contexto do yoga?

Para entender o significado do guerreiro Virabhadra, precisamos relembrar quem são Shiva e Sati. Shiva é visto como um Deus importante na cultura hindu e é conhecido como o Deus do yoga.

Ele é o destruidor de tudo o que é velho e mau e o criador de tudo o que é novo e bom.

Por outro lado, Sati é a consorte de Shiva e é vista como o espírito de fogo que traz o conhecimento e a sabedoria espiritual.

A história de Virabhadra nos ensina muito sobre a transformação.

O guerreiro é criado a partir dos cabelos de Shiva, que representam sua sabedoria e seu poder espiritual.

Quando Shiva corta seus cabelos, ele está deixando de lado os velhos hábitos e pensamentos para abraçar algo novo.

Virabhadra simboliza essa transformação, pois ele é a personificação do poder de Shiva.

A princípio temos a sensação que as ações tomadas por Shiva são contraditórias aos valores do yoga, como: não violência e ausência de pretensão.

O que temos na mitologia deste guerreiro é a representação de símbolos e emoções que são inerentes a todo ser humano.

Devemos lembrar também, de não confundirmos paz com passividade.

Quando nos deparamos com uma mitologia, nos identificamos com tais mitos e percebemos as emoções mais profundas em nosso ser, então encontramos a força e coragem necessárias para encarar nossos desafios com amor e determinação.

Isso é o que vivenciamos com a prática das 3 sequências de Virabhadrasana, despertando nossa força interior.

Considerações Finais

Depois de conhecer os detalhes sobre as posturas do guerreiro, é importante lembrar que a prática do yoga deve ser feita com cautela.

Se você nunca praticou yoga antes, comece com aulas de yoga com um instrutor qualificado para que possa aprender as posturas corretamente.

Todas as posturas tem seus próprios desafios e propósito.

É importante lembrar de ficar atento ao seu corpo, se sentir qualquer dor, desconforto ou desequilíbrio, faça um ajuste na postura para compensar.

Com o tempo, você pode desenvolver a força e o equilíbrio necessários para executar as posturas do guerreiro corretamente.

Experimente praticar as posturas em sequencia, em cada uma delas, simbolizando o ataque aos seus medos e ilusões. Namastê!

Salamba bhujangasana: postura da esfinge

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima