Como Praticar Yoga em Casa? Conheça as vantagens!

Se você está interessado em saber como praticar yoga em casa veio ao post certo! De fato, esta pratica tem ajudado muitas pessoas em diversas áreas de suas vidas.

E quando falta um tempinho, o ideal é praticar o yoga em casa mesmo!

Afinal, são tantos benefícios que o yoga traz a vida do praticante que vale muito a pena se dedicar.

Portanto, para saber como praticar yoga em casa de um jeito muito simples, continue lendo e colha todos os benefícios!

Vamos lá?

Como Praticar Yoga em Casa

Praticar Yoga Em Casa Dá Resultados?

Certamente você deve achar que só num estúdio de yoga é que poderá colher todos os frutos da prática.

Mas não é bem assim.

Da mesma forma que vimos centenas de pessoas malhando em casa e alcançando resultados incríveis, com o yoga não é diferente.

Logo veremos os principais benefícios do yoga para sua vida, que quando praticado do jeito certo, dá resultados incríveis!

De certo, sua dedicação é que lhe mostrará isso com o tempo. Além disso, quem quer saber como praticar yoga em casa está na verdade poupando muito dinheiro.

Como Praticar Yoga em Casa
Pratique Yoga Em Casa

Uma vez que, para algumas pessoas, isso pode ser um empecilho. Contudo este não é o único benefício de praticar yoga em casa!

Vamos conhecer alguns outros?

4 Principais Benefícios ao Praticar Yoga em Casa

  • Te deixa mais à vontade ao realizar as posições
  • Pode ser mais relaxante do que juntamente com outras pessoas
  • Ajuda a economizar tempo e dinheiro
  • Praticar yoga em casa também fortalece os músculos

Sem dúvida, essas não são as únicas vantagens, veja outras vantagens ao praticar yoga!

  • Reduz o estresse e a ansiedade
  • Acalma a mente
  • Aumenta a flexibilidade
  • Corrige a postura corporal
  • Alivia dores físicas
  • Ajuda a controlar a pressão e os batimentos cardíacos
  • Melhora problemas de respiração
  • Reduz a insônia
  • Ajuda no emagrecimento, dependendo da prática do yoga que estiver sendo realizada

5 Dicas para praticar yoga em casa sozinho

Com as dicas a seguir você poderá incluir o yoga na sua rotina e começar as suas aulas praticando apenas alguns minutos por dia.

Você poderá sentir os benefícios em poucas semanas!

Comece hoje mesmo praticar yoga em casa e sinta seus benefícios já nos primeiros dias.

Como Praticar Yoga em Casa
Por que Fazer Yoga em Casa?

1ª Dica: faça um cronograma

Faça um cronograma da sua semana, e inclua na rotina um horário para o yoga, de preferência pela manhã e/ou ao final do dia.

Se não for praticar todos os dias, procure ao menos realizar a prática do yoga três vezes na semana, já que a constância é muito importante.

2ª Dica: estabeleça um tempo

Reserve entre 20 a 50 minutos para realizar os exercícios.

Você perceberá que no início terá maior dispersão e não conseguirá praticar durante muito tempo.

Mas vá percebendo as suas necessidades e realize os exercícios de acordo com o que você sentir.

3ª Dica: comece sabendo as posturas que irá realizar

Tenha um cronograma com posturas que irá realizar, ou se estiver assistindo alguma aula em vídeo, preste atenção na postura e na sua respiração e tente repetir conforme o professor fizer.

Para os iniciantes de yoga, não é necessário realizar tantas posturas diferentes.

Opte por posturas simples e vá adquirindo consciência corporal com elas.
Assim que concluir toda a sequência programada, poderá repetir o ciclo.

4ª Dica: respirar é importante

Respire, respire e respire.
Lembre-se de que o ar deve entrar pelas narinas e não pela boca, as respirações devem ser conscientes, mas naturais.
Realize exercícios de respiração, puxe o ar de modo que o diafragma seja empurrado para baixo.

Isso projetará o abdômen para frente e inflará o peito.

Muitas pessoas acreditam que respirar fundo é contrair o abdômen e inflar o máximo possível o peito, mas na respiração correta o abdômen não deve ficar contraído.

5ª Dica: diversifique

Varie os exercícios: em pé, sentado, deitado, exercícios de alongamento, de força e de flexibilidade.

Pesquise ou peça ajuda para montar um cronograma efetivo com os asanas e conclua cada sessão realizada com atividades de relaxamento e respiração.

Praticar Yoga é Terapia Pura!

Além de ser muito terapêutico e ajudar a aliviar o estresse do dia a dia, o fato de praticar yoga em casa sem ninguém olhando pode ser encorajador.

Principalmente para quem está começando!

Nós sabemos que existem algumas posturas mais atrevidas e isso pode envergonhar algumas pessoas.

Portanto, se você tiver vontade de praticar yoga em casa através de video-aulas, não deixe a oportunidade passar!

Mas aqui vão alguns conselhos extras! Preste bastante atenção, tá?

Conselhos extras antes de começar o yoga em casa

  • O praticante não deve ser tão exigente consigo mesmo forçando posturas que ainda não está apto para realizar.
  • Se sentir dor ou grande desconforto, pare o exercício.Esteja sempre em um nível entre algo que você já realizou e algo que você pode fazer a mais do que fazia antes, mas nunca extrapole.
  • Não pratique yoga diretamente no chão. Isso pode causar dores e desconfortos muito grandes.
Como praticar yoga em casa Yoga ou Ioga - Só Muda a Escrita

Por isso, se não tiver o tapete de meditação (mat), escolha outro tapete ou acolchoado para se apoiar durante a prática.

O ideal é que o material não seja tão duro e nem tão macio a ponto de atrapalhar a realização dos asanas.

Por fim, lembre-se sempre de fazer uma revisão médica antes de começar a praticar exercícios.

No mais, é só começar!

9 Dicas Bônus com exercícios de yoga pra você fazer em casa

Como forma de gratidão por você ter lido o artigo até aqui, prepapei este guia com 9 posturas para iniciantes praticar em casa

Estas posturas são indicadas pra quem estar começando a praticar yoga, seja em casa ou num estúdio com aulas presenciais.

Sim. são posturas para iniciantes, mas também são algumas das posturas de yoga mais fundamentais, independente do seu nível de prática.

Em outras palavras, há muitas variações e progressões nestas posturas.

Todas elas trabalham em diferentes grupos musculares, e o desenvolvimento de força e flexibilidade nestas posturas o ajudará a progredir rapidamente em sua prática.

Tente manter cada pose por pelo menos 30 segundos para obter os melhores benefícios.

Você pode permanecer por mais tempo, se prefereir, quando achar mais fácil e não se esqueça de tentar poses diferentes. Movimentar-se entre diferentes partes do corpo, concentrando-se em uma área de cada vez.

1. Ardha Uttanasana (meia curva para a frente)

Alongamentos: isquiotibiais

Esta pose não se trata apenas de “tocar os dedos dos pés”. A chave é manter suas costas planas.

Experimente em frente a um espelho.

No ponto em que suas costas começam a dobrar, pare e segure a pose. Aponte seu bumbum para o teto o mais alto possível à medida que você se estica.

meia curva para frente yoga ou ioga em casa para iniciantes Yoga ou Ioga - Só Muda a Escrita
Ardha Uttanasana (meia curva para a frente)

Tente continuar nesta posição com o rosto em direção ao chão, mantendo as costas retas, pelo tempo que conseguir.

2. Postura do cachorro olhando para baixo (Adho mukha svanasana)

Alongamentos: isquiotibiais, ombros

Postura do cachorro olhando para baixo -Adho mukha svanasana

A princípio pode ser que seus calcanhares provavelmente não tocarão o chão, mas tudo bem!

Fique tranquilo (a), mas esse deve ser seu objetivo final.

E a medida que você for praticando esta asana, com o passar do tempo, ele se aplainará à medida que você desenvolver mais flexibilidade.

3. Cachorro Olhando para Cima (Urdhva Mukha Svanasana)

Alongamentos: peito. costas, ombros

Cachorro Olhando para Cima Urdhva Mukha Svanasana

Certifique-se de que seus quadris e pernas estejam totalmente fora do chão.

Apenas as palmas das mãos devem estar tocando o chão. Mantenha o olhar levantado e tente afundar os quadris para baixo enquanto puxa o peito para cima, em direção ao teto.

4. Pose do Guerreiro I

Alongamentos:  quadris, costas, ombros

Pose do Guerreiro I

Seu joelho dianteiro precisa estar em um ângulo de 90 graus com o solo, e seu pé traseiro deve estar ao lado, e não encolhido por baixo.

Afunde mais para baixo para fazer o alongamento dos quadris, e incline os braços para trás para elevar o alongamento nas costas. Transição para o Guerreiro II, logo abaixo.

5. Pose do Guerreiro II

Alongamentos: isquiotibiais, ombros.

Pose do Guerreiro II

Assegure-se de que seus quadris e pernas estejam totalmente fora do chão.

Apenas os seus pés devem estar tocando o chão. Mantenha o olhar levantado e tente empurrar os quadris para baixo enquanto você puxa o peito para cima em direção ao teto.

6. Pose do Guerreiro III

Alogamentos: isquiotibiais, ombros.

Pose do Guerreiro III

Vamos testar seu equilíbrio?

A partir do Guerreiro II, coloque seus braços para frente e tente colocar seu corpo em linha reta e paralelo ao solo.

Exceto para sua perna que está de pé, que precisa ficar perpendicular ao solo. Arrume um jeito de registrar este momento rs. É mais difícil do que parece!

7. A Postura Do Rei Pombo – Eka Pada Rajakapotasana

Alongamentos: quadris, costas.

A Postura Do Rei Pombo - Eka Pada Rajakapotasana

O objetivo é, eventualmente, ter seu joelho dobrado com um ângulo de 90 graus, porém, isso exige uma baita flexibilidade de quadril.

Outra variação é deitar o peito no chão à sua frente para um alongamento mais profundo no quadril. Tente ambos.

8. Chaturanga

Alongamentos: braços, core (centro do corpo).

Chaturanga yoga ou ioga

Esta é a ” flexão de iogue”. Mantenha a parte superior do braço paralela ao seu peito.

Trabalhe seus braços, tente segurá-lo por 10-30 segundos. Para modificar: mantenha seus joelhos no chão.

Este é o melhor objetivo para construir a resistência dos braços.

9. Postura do Triângulo – Trikonasana

Alongamentos: isquiotibiais, ombros e oblíquo.

pose do triângulo

Inspire profundamente e afaste as pernas com o limite de aproximadamente 1 metro de distância. Eleve os braços lateralmente à altura dos ombros e ponha-os paralelos ao chão com as palmas das mãos direcionadas ao solo.

Movimente o pé direito 90 graus para a direita e o esquerdo voltado ligeiramente para dentro. Ambas as pernas precisam estar estendidas enquanto os pés giram. Os pés precisam permanecer alinhados.

A palma da sua mão direita precisa tocar no tapete, tornozelo ou na sua canela. Como alternativa, pode utilizar um bloco de yoga. Vá esticando o máximo que conseguir.

Agora, erga o outro braço, que precisa estar alinhado com os ombros e o braço tocando o solo. Para estabilizar a postura, contraia as duas coxas. Esse movimento te ajuda a manter o equilíbrio.

O que você achou deste conteúdo? Caso tenha ficado alguma dúvida, não deixe passar e comente aqui no blog, combinado?

E não se esqueça de compartilhar também!
Até o próximo post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso de cookies e outras tecnologias de monitoramento para personalizar sua experiência em nosso site.

Rolar para cima